Site da rede
Artistasgauchos.com.br
artistasgauchos.com.br

Mão Dupla

Após um infeliz acontecimento, o jovem Tiago tem sua vida transformada. Ao ver-se diante — ou no centro — de tantas transformações, precisa buscar uma forma de entender o que a vida lhe tirou. Precisa encarar o dia-a-dia de um jeito diferente. Novo olhar sobre o já vivido?

Ao buscar(-se), encontra novos caminhos e uma surpresa boa: há muitas possibilidades de ser, de viver, de se relacionar com os outros e de olhar para si mesmo.
Numa narrativa rápida, o autor revela toda a angústia de um adolescente que precisa encarar a vida à bordo de um corpo diferente, corpo no qual falta um pedaço. Esse, o “grilo”: em plena adolescência, fase de inseguranças e dúvidas, Tiago precisa enfrentar, ainda, o medo de não ser aceito e de não conseguir encontrar seu lugar no mundo.

Categoria: Infanto-Juvenil
ISBN: 978-85-7421-153-4
Formato: Formato: 13 X 18,5 Número de Páginas: 80

Este livro foi selecionado pela Fundação Nacional de Literatura Infantil e Juvenil para integrar o catálogo da Feira de Bolonha.
 

https://arteseoficios.websiteseguro.com/loja/obras_det.php?id=266

 

Edição em Braille

Mão dupla foi lançado também em edição para deficientes visuais, em parceria com a Confraria das Letras em Braille, sob a coordenação da professora Isabel Sant'Anna Oliveira. Sem fins lucrativos, a Confraria recebeu, em 2006, o Prêmio Fato Literário, promovido pelo Grupo RBS, sendo reconhecida pelo serviço prestado aos deficientes visuais ao divulgar a literatura entre os cegos e equipar bibliotecas com edições em Braille. Desde 2007, a Confraria participa da Feira do Livro de Porto Alegre com espaço dedicado aos deficientes visuais e pessoas interessadas em conhecer a produção de livros em Braille. A Artes e Ofícios Editora, com o apoio de seus autores, e a Confraria das Letras em Braille são parceiras, desde 2005, em ações de promoção de leitura para deficientes visuais, tendo todo o catálogo infantil e juvenil já transcrito para a linguagem Braille.

CRÍTICA

“Sem esforço, David firma a voz narrativa e caracteriza o personagem, nos seus sentimentos conflitantes e na sua insegurança adolescente. (...) Alguns trechos são desenvolvidos quase como poemas (capítulos curtos), (...). Um bom livro, narrativa firme, expressão de maturidade autoral.”

Roberto de Souza Causo

“O Christian David é um jovem e talentoso autor gaúcho que, pelo que pude constatar, é uma fera da literatura infanto-juvenil. Seu livro, Mão Dupla, aborda um tema bastante delicado: o que dizer para uma criança que perde um pedaço imprescindível de si - um braço, uma perna? (...)  Uma barra, sem dúvidas, mas com o tempo ele descobre que nem tudo está perdido.”
 
Cristina Lasaitis
 
"Após (um) acidente (...) o adolescente Tiago vive o drama de se adaptar à nova condição (...). Revolta, amarga ironia e preconceito (alheio e dele próprio) pontuam o início dessa caminhada, em que ele acabará encontrando a coragem, as verdadeiras amizades e o amor.
Christian David encontrou o estilo e o linguajar perfeitos para apresentar um personagem que, como se não bastassem os conflitos da transição para a adolescência, vive a transição para uma nova realidade, em que um corpo incompleto não deve representar perspectivas incompletas.
No final, a única crítica que fica é quanto ao fato de o livro terminar tão depressa."

Jocir Prandi